2

Estratégicos

Gil Sotero

 

A bicicleta é a solução para a mobilidade de grupo cada vez mais crescente em Belo Horizonte. Essas pessoas já entenderam que não há  obstáculos intransponíveis (principalmente os relacionados a topografia da cidade) quando se pensa no trajeto e o que envolve percorrer-lo. Os ciclistas de BH estão sempre desenvolvendo estratégias para se locomover na cidade. Sempre fico observando as estrategias de cada ciclista que fotografo e aprendo muito com eles. Abaixo algumas observações da semana.

 

20141003-201507-72907441.jpg

Homem leva sacola no bagageiro prendendo a alça no selim da bicicleta. 

IMG_2010

Ciclista carrega guarda-chuvas na mochila.

IMG_2012

Luvas e uma boa corrente são os itens indispensáveis a este ciclista. 

IMG_2029

Para prender a bike esse ciclista leva a trava u-lock presa na bermuda. Já o boné vai preso no guidão para não perdê-lo.

IMG_2026

Ciclista na larajinha leva uma corrente na calça que prende algo ao bolso (talvez uma carteira ou chaves)

IMG_2047

Sem bagageiro na bike esse ciclista prendeu a sacola no guidão mas para ela não ficar balançando e atrapalhar a manobra ele passou uma corda elástica. 

Anúncios
0

Motoristas de BH aprendendo a respeitar ciclistas

Motoristas que tirarem a CNH em Belo Horizonte terão que demonstrar conhecimentos sobres os ciclistas no trânsito.
 Por Gil Sotero

 

Em breve quem for ao Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) em Belo Horizonte, fazer a prova teórica exigida para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) terá que mostrar conhecimentos a cerca da legislação de trânsito para respeitar o ciclista.

A implementação da medida será graças a uma parceria estabelecida entre o Detran-MG e a BH em Ciclo (Associação de Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte) ONG que atua na promoção da bicicleta como modal de transporte. A iniciativa já ocorre em outros estados brasileiros como Pernambuco e Paraná.   

É provável que entre as questões abordadas esteja a distância preventiva que motoristas devem observar ao ultrapassar o ciclista como rege o artigo 192 do Código Brasileiro de Trânsito que tipifica a infração como grave. As autoescolas também receberão um material especial abordando a bicicleta no trânsito. 

A medida pode melhorar muito a relação de motoristas e ciclista na cidade já que todos os dias há algum relato de infrações cometidas contra ciclistas por motoristas. Para o ciclista Gabriel Castro a falta de descuido é grande. “Apesar de ter muita gente que não liga para o outro no trânsito acho que a maioria das infrações é um descuido. Uma das coisas que me ocorre é o mau uso da seta pelo motorista. Muitos imaginam que a seta só serve para avisar a outro motorista que está atrás porém pedestres e ciclistas também interpretam as setas e como mais frágeis precisam de cuidado” desabafou.

A data para implementação da medida ainda não foi divulgada  pois será necessário, antes, treinar os examinadores que atuam na capital.  

Em Belo Horizonte o ultimo dado oficial aponta que houve o aumento de 220% no número de pessoas que utilizam a bicicleta na cidade (pesquisa origem-destino da BHtrans que compara 1995 a 2002). Porém para cicloativistas esse número é bem maior, pois houve forte adesão às bicicletas nos últimos 5 anos. Uma pesquisa realizada pela Ong Transporte Ativo mostrou que mais de 80% dos ciclistas que responderam os questionários pedalam na capital mineira há menos de 5 anos. (Pesquisa Nacional pela Mobilidade por Bicicleta – Perfil do Ciclista).