0

Belo Horizonte pode ter cadastro municipal de bicicletas

Foi  aprovada na comissão do Comissão de Orçamento e Finanças, na quarta-feira, 06/09, projeto de lei   PL 266/17, de autoria do vereador Doorgal Andrada (PSD), que prevê a criação do Cadastro Municipal de Bicicletas.

Na justificativa do projeto há o alerta do  crescimento de roubos e furtos de bicicletas na capital mineira. Dados da secretaria de Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) apontam que os roubos de bicicletas duplicaram de 2015 para 2016 e que os furtos também são altos.

O projeto estabelece que os proprietários de bicicletas, poderão realizar o cadastro da magrela que fará parte de um banco de dados para ajudar a polícia no rastreamento de bicicletas roubadas, facilitando a sua recuperação.  O cadastro será facultativo e conterá informações como nome, CPF, endereço, contato do proprietário, além dos dados da bicicleta que constam da nota fiscal de compra e uma cópia desse documento.

No Brasil já existem iniciativas semelhantes como o Bike Registra e o Bicicletas Roubadas.

A medida pode ser interessante mas os ciclistas da cidade possuem outras demandas mais urgentes como infraestrutura e leis de trânsito mais severas.
“É importante observar que os roubos de bicicletas representam um número pequeno dentre as ocorrências registradas na cidade. Os pedestres são 40% das vitimas na capital e RMBH seguidos de ocorrências em estabelecimentos comerciais e de serviço. Dentre os veículos carros e motos lideram o ranking de ocorrências, 20 carros são roubados por dia em BH (Detram MG). Praticamente o que tivemos em todo o anos de 2016 em roubos de bikes é superado em apenas um dia de ocorrências de veículos automotivos. Então não é tão perigoso pedalar em BH do que andar o dirigir do ponto de vista ser vitima de assalto. A preocupação do ciclista hoje em Belo Horizonte é muito mais não ser atropelado ou arremessado por motoristas”, declara Gil Sotero.

O projeto foi votado em comissão e segue tramitando na CMBH.

 

Fonte: CMBH

 

 

Advertisements
0

Guardas municipais recebem curso de patrulhamento de bike

bike patrulha

A Guarda Municipal de Belo Horizonte está recebendo a visita do norte-americano Craig Lepkowski, comandante da Forest Police Department, da cidade de Chicago e instrutor do Curso de Bike Patrulha da Associação Internacional de Polícia Mountain Bike (IPMBA), que é considerado um dos maiores centros de treinamento policial em bicicletas da atualidade. O instrutor desembarcou no Aeroporto de Confins, na manhã desta segunda-feira, dia 4, e realizará, durante esta semana, um treinamento especializado com quatro integrantes do Grupo de Ronda Bike (GRB) da Guarda Municipal de BH.

Essa será a primeira vez que o curso é ministrado no Brasil, o que possibilitará que o comandante Craig repasse aos guardas municipais os principais fundamentos do ciclopatrulhamento policial, conferindo aos participantes a certificação internacional Police Cyclist Certification. O norte-americano conhecerá também as quatro bicicletas elétricas que atualmente se encontram em fase de teste pela Guarda Municipal, visando à implantação do modelo denominado como “Ultra Mobile Bike”, bicicleta inovadora que possui tecnologia e design italiano, e se destaca por utilizar do pedal alimentado, considerado apropriado para emprego em locais de relevo acidentado.

Aulas teóricas e práticas

A opção por veículos não motorizados vem se tornando cada vez mais comum entre órgãos de segurança pública, pela viabilidade de sua aplicação no patrulhamento preventivo e comunitário, por possibilitar maior proximidade entre agentes e cidadãos, além de ser uma opção de mobilidade e transporte ecologicamente sustentável.

Durante sua permanência em Belo Horizonte, o comandante Craig irá dar aulas teóricas e práticas aos guardas municipais, acompanhado por um tradutor-intérprete. O local escolhido foi o Centro Esportivo Universitário da UFMG (Avenida Coronel Oscar Paschoal, s/nº, Bairro São José – Pampulha), por reunir melhores condições para as duas modalidades de aula.

 

Fonte PBH