Tweed BH celebra a Pampulha e visita a Casa JK

A Pampulha será o cenário da próxima edição do Tweed Ride BH Primavera 2016, passeio retrô de bicicleta que promete uma visita à arquitetura modernista da capital mineira.

No  próximo sábado, 24,  o Tweed Ride BH realiza mais um passeio com ares retrô que celebra a chegada da primavera e resgata o papel da bicicleta no espaço  urbano da capital mineira. Dessa vez o cenário será o conjunto arquitetônico da Pampulha, tombado como Patrimônio Cultural da Humanidade.  Os participantes se inspiram em figurinos e acessórios das décadas de 40 e 50 e pedalam pela cidade promovendo o uso da bicicleta.

Nesta edição a escolha da Pampulha tem um motivo especial; o complexo modernista criado por Oscar Niemeyer foi tombado pela Unesco e alguns trechos foram requalificados privilegiando pedestres e ciclistas. “Escolhemos a Pampulha para homenagem a esse reconhecimento internacional da arquitetura e paisagismo do local que esta levando a preservação da região”, declara o jornalista e co-realizador do evento, Gil Sotero. O roteiro foi elaborado a todas idades.  Do Museu de Artes da Pampulha a Casa JK onde a turma fará um picnic coletivo nos jardins internos do local que já foi morada do ex-presidente Juscelino Kubitschek. A programação inclui picnic coletivo com a trilha sonora do Grupo Seresteiros Amigos de JK,  e visita a parte interna da casa. Em junho na edição de inverno o Tweed celebrou o bairro de Santa Tereza.

O principal objetivo dos ciclistas que participam do Tweed Ride BH é conscientizar a população do uso da bicicleta nos bairros : “Uma das diversas intenções do Tweed Ride BH é mostrar que é possível usar a bicicleta como meio de transporte, desvinculando-a da prática esportiva”, declarou Renata Aiala, pesquisadora UFBA, criadora do Tweed Ride BH. O evento integra a programação da Semana da Mobilidade e do Dia Mundial Sem Carro quando diversas atividades chamam atenção para a necessidade da humanização do trânsito, reduções da velocidade e do excesso de uso dos automóveis em deslocamentos.

Histórico
Nascido em 2009 em Londres, quando um grupo de ciclistas resolveram pedalar resgatando vestimentas de inverno dos anos 20, 30 e 40, entre eles o tweed, um tecido de lã utilizado em estações frias, o passeio batizado de Tweed Ride ou Tweed Run ganhou o mundo com a mesma mensagem: a bicicleta é uma forma elegante de se deslocar pela cidade.

Em Belo Horizonte a primeira edição foi realizada em 2013. A adesão ao passeio se dá pela principal característica do evento; Não é preciso ser um atleta para participar – “”Ao longo da história do Tweed Ride BH, percebe-se o carinho com que os ciclistas têm recebido o passeio no qual vemos um número crescente de participantes a cada edição.”, declara Renata Aiala. O o Tweed também resgata hábitos perdidos: “Nossos avós usavam a bicicleta e todos se conheciam nos bairros. O Tweed resgata isso: a relação com a cidade algo que foi perdido com a cultura do carro e shopping center´s. Nós do Tweed queremos parques, praça, museus, tudo que promova o uso da bicicleta. Bike é cultura e está renascendo em varias cidades pelo mundo”, completa Sotero.

Como em edições anteriores o Tweed premiará os melhores figurinos e bicicletas mais bonitas, com brindes doados pelos parceiros; Intertrilhas, Catraca Verde, Inventiva Sorvetes, Pedal & Prosa Café, Aluizio Casa e Colchomaster. O evento tem o apoio do Bike Anjo BH, BH em Ciclo e PBH. 

 

TWEED RIDE BH
24/09/2016
14h – Concentração – Museu de Arte da Pampulha Av. Dr Otacílio Negrão de Lima, 16585 – Pampulha  – BH
Informações
https://www.facebook.com/tweedridebh

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s