Sem fronteiras

“Sempre pedalei mas a bicicleta era apenas um brinquedo. Quando fui morar na França e Belgica percebi a quantidade de pessoas usando a bicicleta como meio de transporte e adotei ela como meu veiculo. Há cinco anos pedalo por BH. Comecei pelo meu bairro, fazendo curtas distâncias. As pessoas achavam loucura. Comecei a ir cada vez mais longe. Hoje Belo Horizonte não tem fronteiras para mim, rs”. Natália Tavares, professora de frances e psicóloga. 

Fotos: Gil Sotero

   
   

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s