2

Bicicleta e Biscates

“Pra mim a bicicleta representa um monte de coisas bacanas!! Mobilidade fácil,rápida e limpa. Possibilidade de socialização, de distração imediata. Desculpa pra tomar uma breja a mais com os amigos..rs.rs..rs. Possibilidade de deixar um menino ou uma menina feliz
Possibilidade de ganhar um pouquinho de dindin tb”. Rogério Santos, 47, biscateiro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Rogério em sua dobrável por BH. Foto Gil Sotero

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Advertisements
0

Motoristas de BH aprendendo a respeitar ciclistas

Motoristas que tirarem a CNH em Belo Horizonte terão que demonstrar conhecimentos sobres os ciclistas no trânsito.
 Por Gil Sotero

 

Em breve quem for ao Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) em Belo Horizonte, fazer a prova teórica exigida para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) terá que mostrar conhecimentos a cerca da legislação de trânsito para respeitar o ciclista.

A implementação da medida será graças a uma parceria estabelecida entre o Detran-MG e a BH em Ciclo (Associação de Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte) ONG que atua na promoção da bicicleta como modal de transporte. A iniciativa já ocorre em outros estados brasileiros como Pernambuco e Paraná.   

É provável que entre as questões abordadas esteja a distância preventiva que motoristas devem observar ao ultrapassar o ciclista como rege o artigo 192 do Código Brasileiro de Trânsito que tipifica a infração como grave. As autoescolas também receberão um material especial abordando a bicicleta no trânsito. 

A medida pode melhorar muito a relação de motoristas e ciclista na cidade já que todos os dias há algum relato de infrações cometidas contra ciclistas por motoristas. Para o ciclista Gabriel Castro a falta de descuido é grande. “Apesar de ter muita gente que não liga para o outro no trânsito acho que a maioria das infrações é um descuido. Uma das coisas que me ocorre é o mau uso da seta pelo motorista. Muitos imaginam que a seta só serve para avisar a outro motorista que está atrás porém pedestres e ciclistas também interpretam as setas e como mais frágeis precisam de cuidado” desabafou.

A data para implementação da medida ainda não foi divulgada  pois será necessário, antes, treinar os examinadores que atuam na capital.  

Em Belo Horizonte o ultimo dado oficial aponta que houve o aumento de 220% no número de pessoas que utilizam a bicicleta na cidade (pesquisa origem-destino da BHtrans que compara 1995 a 2002). Porém para cicloativistas esse número é bem maior, pois houve forte adesão às bicicletas nos últimos 5 anos. Uma pesquisa realizada pela Ong Transporte Ativo mostrou que mais de 80% dos ciclistas que responderam os questionários pedalam na capital mineira há menos de 5 anos. (Pesquisa Nacional pela Mobilidade por Bicicleta – Perfil do Ciclista).