0

Anarkiê – Pedal Junino do Bloco da Bicicletinha

bloco da bicicletinha

Para quem quer fugir de um dia dos namorados maçantes e enfurnado num restaurante careta qualquer (ou em casa por conta da crise) o Bloco da Bicicletinha realiza nesta sexta-feira, 12, o “Anarkiê da Bicicretinha“.O Bloco da Bicicletinha é um pedal irreverente, anarquista e carnavalesco, sempre temático, que já existe há mais de 1 ano. Costuma ser sempre às sextas-feiras e varar a madrugada de BH. Nessa edição o  ponto de encontro (esquenta) será na Praça do Papa às 20h30 e o primeiro trajeto será descer a Afonso Pena.

Dica: Levem agasalhos pois o calor da subida logo esfria.

Anúncios
2

Dia dos Namorados Bicicleteiros

Dia dos namorados chegando e você quer presentear a(o) love que ama, além de você, a bicicleta. Belo Horizonte ainda é uma Saara no quesito ciclismo urbano. 99% dos produtos são votados para o setor/visual esportivo. Mesmo assim é possível encontrar itens para quem não é atleta da magrela. Separei aqui algumas opções que podem ser encontradas na cidade para quem quer dar um presente legal (alguns feitos inclusive por artesão locais). 

Farol Dinamo 12 V – Global Bicicletas  – 44,90



farol

 Levi´s Commuter 511 (coleção pra quem pedala)- BH Shopping – (369,00)

levis

Camisa Bicicletinha Santo Hype – (129,00)

  
   
Belt Bag (bolsa cinto perfeita para as meninas ) – Aldo Atelier (R$ 199,00)

BANNER-BELT-BAG-960x150

Aparador de livros – Toks Tok – (31,00)

  
Canivete ferramentas de bicicleta b’twin multitool – Decathlon – (19,90)
multitool

Selim DDK Classic Couro – Bike Bros – (199,00)

selim couro

Alforje de Banner e cesta de bambu – Catraca Verde – (70,00 e 50,00)

alforje catraca

  

Bicicletinha Miniatura – Etna – (199,90) 

  

0

Naturalização da Bicicleta 

Acho que chegamos num ponto que já vencemos um pouco esse paradigma da bicicleta ligada ao esporte e inclusive ao esporte urbano. Agora eu vejo é o retorno à naturalização da bicicleta. Não precisamos mudar radicalmente o registro do nosso corpo , a nossa roupa, pra acessar a bicicleta. Ela é uma peça natural em nosso dia-a-dia. Um objeto do quotidiano e não um momento diferente em nossas vidas. Guto Borges, musico. 

   
       

0

Belo Horizonte pode ganhar mais bicicletários em lugares públicos 

Por Gil Sotero

  

Quem pedala em BH sente na prática a dificuldade em encontrar paraciclos ou bicicletários em lugares públicos, tendo que muitas vezes recorrer a postes, árvores e etc. A vida do ciclista urbano em BH pode ser facilitada em breve. Foi aprovada, nesta quarta, 03, em primeiro turno o Projeto Lei  n° 757/13 de autoria do vereador Adriano Ventura (PT), que  determina a criação de bicicletários públicos em BH. 

  
O projeto define que o Executivo construirá bicicletário (para uso exclusivo de guarda de bicicleta) em locais de grande afluxo de público (órgão público, escola pública, parque e praça, unidade de saúde, terminal e estação do transporte coletivo e ao longo de ciclovias). Adriano que também é ciclista em BH falou sobre o projeto – “A ideia é encontrar uma forma de implementar políticas públicas que favoreça a mobilidade urbana  e incentive de fato o uso das bicicletas. O primeiro agente a dar exemplo precisa ser o público então a ideia do projeto é que toda repartição pública se comprometa a arrumar um local para acolher as pessoas que escolheram ir de bicicleta, que é bom para toda a cidade. Fazer bicicletarios como o daqui da CMBH, que fica próximo à entrada e  com segurança são maneiras  de requalificar o uso da bicicleta pelo cidadão” declarou o parlamentar. 

 

Adriano costuma usar a bicicleta para ir a CMBH

 
O vereador também criticou o programa municipal de incentivo à pedalar: o programa Pedala BH. “O programa Pedala BH é um engodo. O que adianta você ter um sistema como o Bike BH se você não possui uma rede ampla e interligada de ciclovias, campanhas educativas  e tão pouco bicicletarios?”, questionou Adriano.

Na mesma sessão foi aprovado outro Pl do vereador sobre mobilidade (PL 511/13)  que cria o Programa BH Inversão de Mãos das Avenidas Congestionadas. 

Ambas PL’s aguardam votação em segundo turno para então serem sancionadas pelo prefeito. 

0

Namorado “Bike Anjo”

Por Gil Sotero
Hoje durante o Bike Anjo, projeto em que voluntários ensinam gratuitamente as pessoas a aprenderem a pedalar, um casal me chamou atenção. Gabriel ensinava Gabriela na recem adquirida bicicleta dela.

Ele não estava ali como voluntário da ONG mas como um prefessor especial para a love.  

“Morei em Torino e via todo mundo andando de bike. Ai tentei andar um pouco la. Mas nunca me arrisquei na rua. Quando voltei ao Brasil decidi que ia aprender de fato e coloquei entre minhas metas: arrumar um emprego, terminar meu curso, morar sozinha e andar de bicicleta. Agora só falta pedalar!” declarou Gabriela Silva. 
O namorado “Bike Anjo” Gabriel disse que assim que ela ficar mais craque, eles pedalarão juntos. 

   
   

Acho que aprender a pedalar com a ajuda de alguém mais intimo é algo especial. No mês dos namorados nada melhor do que pedalar com o amor.